Vantagens e desvantagens da publicidade

Tudo o que você precisa saber sobre vantagens e desvantagens da publicidade. A publicidade é definida como a forma paga e não pessoal de comunicação sobre produtos ou idéias por um patrocinador identificado por meio da mídia de massa, de modo a informar, persuadir ou influenciar o comportamento do público-alvo.

A publicidade é direcionada a um grande número de pessoas e não a um indivíduo. É por isso que chamamos de não pessoal. Publicidade é comunicação sobre produtos ou idéias. Pode nos informar sobre os recursos do iPod ou de um novo smartphone ou esclarecer a necessidade de fazer um check-up do câncer.

Algumas das vantagens e desvantagens da publicidade são: -

A. Vantagens da publicidade - 1. Promoção de vendas 2. Expansão da produção 3. Aumenta a boa vontade 4. Grande rotatividade e lucros enormes 5. Informações sobre diferentes opções e preços comparativos 6. Cria emprego 7. Maior padrão de vida

B. Desvantagens da publicidade - 1. Aumenta o custo de produção e o produto 2. Leva à guerra de preços 3. Publicidade enganosa 4. Leva a uma concorrência desigual 5. Cria um mercado monopolista 6. Promove o consumo desnecessário 7. Diminui os valores morais.


Aprenda sobre as vantagens e desvantagens da publicidade

Vantagens e desvantagens da publicidade

Vantagens da publicidade:

As vantagens da publicidade devem ser analisadas em termos de suas vantagens:

(i) Do ponto de vista dos fabricantes:

Um produto bem anunciado é mais fácil de ser vendido pelo vendedor no mercado. Se uma marca é popular e conhecida, as pessoas respondem favoravelmente aos esforços do vendedor. Ele fornece suporte ao vendedor, pois o público entende o produto e seus usos com mais clareza através do anúncio e o esforço do vendedor é reduzido para convencer os compradores.

(a) Aumento de vendas:

O principal objetivo do fabricante em anunciar seus produtos é promover a venda de seus produtos. Os bens produzidos em larga escala são comercializados pelo método de persuasão em massa através da publicidade.

Repetindo os anúncios, os fabricantes não apenas conseguem reter os mercados existentes, mas também expandem os mercados, atraindo mais pessoas para seus produtos e sugerindo novos usos para eles. A publicidade é uma ajuda para a venda.

(b) Complementação de vendas:

Cria uma base para os esforços dos vendedores. Quando um vendedor atende à sua perspectiva, ele precisa apenas examinar um produto com o qual o consumidor já esteja familiarizado, por meio de anúncios. Portanto, os esforços do vendedor são complementados e sua tarefa é facilitada pela publicidade.

(c) Custos mais baixos:

A rotatividade de vendas e o incentivo à produção em massa de mercadorias são aprimorados pela publicidade que resulta em produção em larga escala, o custo médio de produção reduz e resulta em maiores lucros. Ao mesmo tempo, quando os custos de publicidade e vendas são distribuídos por um volume maior de vendas, o custo médio de venda também diminui.

(d) Maior interesse do revendedor:

A publicidade cria demanda pela qual cada varejista tem a oportunidade de compartilhar com outras pessoas. Portanto, os varejistas que negociam mercadorias anunciadas são assistidos materialmente pela publicidade no desempenho de suas funções. Os varejistas não precisam se preocupar muito em aumentar a venda desses produtos. Portanto, eles demonstram mais interesse nos produtos anunciados.

(e) Rotatividade rápida e estoques menores:

Um mercado altamente responsivo é criado por uma campanha publicitária bem organizada, facilitando a rápida troca das mercadorias. Resultando em estoques mais baixos em relação às vendas e continuação dos fabricantes.

(f) Demanda constante:

As flutuações sazonais nas demandas por produtos são atenuadas pela publicidade. Geralmente, os fabricantes tentam descobrir e anunciar novos usos possíveis dos quais um produto sazonal pode ser usado. A inovação de chá frio e café frio para uso durante o verão ajudou a aumentar a demanda por essas bebidas, mesmo naquela estação. O mesmo pode ser dito para refrigeração.

(ii) Do ponto de vista dos consumidores:

(a) Melhoria da qualidade:

Geralmente, os produtos são anunciados com nomes de marcas. Quando uma pessoa é movida pelo anúncio para usar o produto, ela prossegue na esperança de que o conteúdo de uma determinada marca seja melhor do que as outras marcas dos mesmos produtos.

Quando sua experiência confirma sua expectativa, pode-se esperar uma ordem repetida. Ou então, as vendas podem subir muito alto uma vez, mas podem cair muito baixo posteriormente quando a confiança do consumidor na qualidade do produto falhar.

(b) Facilidade de compra:

A compra se torna fácil para os consumidores após a publicidade. Geralmente, os preços de revenda (preços pelos quais os produtos devem ser vendidos pelos varejistas) são fixos e anunciados. Assim, a publicidade oferece uma garantia definitiva e positiva ao consumidor de que eles não serão cobrados em excesso pelo produto anunciado. O consumidor pode fazer suas compras com a maior facilidade e confiança.

(c) Excedente do consumidor:

A utilidade de determinadas mercadorias é aumentada pela publicidade para muitas pessoas. Ele ressalta e paga ainda mais por determinados produtos que parecem ter maior utilidade para eles. Se esses produtos estiverem disponíveis a preços mais baixos originais, naturalmente haverá uma certa quantidade de excedente do consumidor em termos de maior satisfação ou prazer derivado desses produtos.

(d) Educação dos consumidores:

Sendo um princípio educacional e dinâmico, o objetivo principal da publicidade é informar e educar os clientes sobre novos produtos, seus recursos, preços e usos. Também os convence a adotar novos modos de vida, abandonando seus velhos hábitos e inércia e tendo um melhor padrão de vida.

(iii) Do ponto de vista do intermediário:

(a) A manutenção do preço de varejo se torna possível:

Os consumidores estão bastante interessados ​​em obter produtos de qualidade a preços estáveis ​​ao longo de um período de tempo. Cada consumidor tem seu próprio orçamento familiar, onde se esforça para combinar os gastos com a renda disponível para uma vida decente socialmente aceitável.

Caso os preços continuem mudando abruptamente, é provável que esses orçamentos individuais sejam distorcidos a tal ponto que os consumidores terão que pensar em substitutos para os produtos que estão desfrutando no momento.

(b) Atua como vendedor:

O que um vendedor ambulante faz por essa organização é feito pela publicidade pelo menos custo. Esta é a razão pela qual a maioria das organizações de varejo não emprega um grande exército de vendedores ambulantes; eles estão dispostos a gastar em publicidade que atrai os consumidores às feridas em que os vendedores contrários atendem às suas necessidades.

(c) Garante vendas rápidas:

Todo varejista com estoque de diferentes produtores precisa de uma rápida rotatividade. Ao levar a ampla gama desses produtos ao conhecimento dos consumidores, a publicidade aumenta as vendas.

As vendas mais rápidas implicam vantagens específicas, como redução na pesquisa de capital, redução nas perdas de estoque por períodos mais longos, aumento dos lucros, mesmo reduzindo a margem de lucro por unidade. Além disso, a publicidade oferece muita margem de manobra e liberdade para melhor atender às necessidades dos consumidores.

(iv) Do ponto de vista da sociedade:

(a) Mudança de motivação:

A publicidade radical mudou a base da motivação humana. Enquanto as pessoas das gerações anteriores viviam e trabalhavam principalmente para as necessidades básicas da vida, a geração moderna trabalha mais para se suprir dos luxos e semi-luxos da vida.

(b) Sustentando a imprensa:

Para apoio e sustento, os jornais, periódicos, periódicos, procuram anunciantes, pressionam, procuram anúncios. Na ausência de receita com publicidade, os jornais precisam ser produzidos a um custo mais alto e talvez não consigam se manter livres de seus concorrentes.

(c) Incentivo aos artistas:

Projetando artistas, escritores para fazer trabalhos criativos. Eles ganham a vida com a preparação de anúncios.

(d) Incentivo à pesquisa:

Quando os fabricantes têm garantia de lucros suficientes. Eles realizam pesquisas e descobrem novos produtos ou novos usos para produtos existentes. A publicidade apresenta essa garantia e, assim, incentiva a pesquisa industrial com todas as suas vantagens.

(e) Vislumbre da vida nacional:

Um vislumbre da vida nacional é proporcionado pela vida nacional.

Desvantagens da publicidade:

A publicidade também tem suas próprias limitações. Em alguns casos, ele está sendo mal utilizado por poucas pessoas, com vista a procurar seus interesses comerciais.

As principais fraquezas da publicidade são discutidas abaixo:

Eu. Despesas com receita diferida:

É uma despesa de receita diferida, pois os resultados não são imediatos. Como a publicidade ocupa uma parte substancial do orçamento total da organização. Portanto, investir uma grande quantia nela não produz necessariamente resultados imediatos, limitando sua utilidade.

ii. Deturpação de fatos:

Uma grande desvantagem da publicidade é a deturpação de fatos sobre produtos e serviços. Os anunciantes geralmente deturpam os benefícios irreais / falsos de um produto e fazem grandes reivindicações para estimular as pessoas a entrar em ações que levem a seu benefício, mas se opõem ao interesse próprio do consumidor.

iii. Déficit do consumidor:

A publicidade cria desejos, pois os consumidores têm baixo poder de compra. Isso leva ao descontentamento. Obviamente, esse descontentamento não é muito desejável do ponto de vista da sociedade, principalmente se afeta a grande maioria das pessoas. Mas é importante que atue como um estímulo à mudança social.

iv. Barreiras à Entrada:

Os anúncios promovem a concentração industrial em maior ou menor grau. A extensão dessa concentração pode variar de acordo com o caráter do comércio individual, a publicidade do produto e as condições técnicas de sua produção. Embora estudos sobre esse assunto não sejam conclusivos. A evidência de associação positiva entre publicidade e concentração é mais fraca do que se pode esperar.

v. Desperdício de recursos nacionais:

Objeta-se que a propaganda seja usada para destruir a utilidade dos bens antes do final de seu período normal de utilidade. Agora, modelos de automóveis com melhorias nominais são, por exemplo, anunciados com tanta pressão que os modelos antigos precisam ser descartados muito antes de se tornarem inúteis, não que apenas os produtos mais anunciados sejam delicados, frágeis e quebradiços.

vi. Custo aumentado:

É muito debatido se a publicidade induz custos adicionais a um produto que a comunidade deve pagar. Em certo sentido, é verdade, uma vez que as despesas fazem parte do custo total do produto. Mas, ao mesmo tempo, seria injusto inferir que, se os custos com publicidade fossem reduzidos, os produtos seriam necessariamente mais baratos. A publicidade é um dos itens de custo, mas é um custo que traz economia em sua esteira no lado da distribuição.

vii. Proliferação do produto:

Os críticos afirmam que a publicidade incentiva a proliferação desnecessária de produtos. Como leva à multiplicação de produtos quase idênticos, resultando em desperdício de recursos que, de outra forma, poderiam ter sido usados ​​para produzir outros produtos.

viii. Multiplicação de Necessidades:

A publicidade obriga as pessoas a comprar coisas que não precisam, pois são instintos humanos, possuir, ser reconhecido na sociedade etc., são provocadas pelo anunciante para vender produtos. Às vezes, vários tipos de recursos são avançados para despertar interesse no produto. Sentimentos e emoções são jogados com para ganhar clientes.


Vantagens e desvantagens da publicidade

Benefícios da publicidade :

Eu. A publicidade na Internet é enorme:

Com o crescimento da informação na Internet, cresce a quantidade de tempo que as pessoas gastam nela, o que, por sua vez, gerou um novo mercado para publicidade na Internet. Algumas das empresas mais ricas do mundo se certificaram de receber um pedaço da torta de marketing na internet e por um bom motivo.

ii. A publicidade na Internet é direcionada:

Como uma empresa que procura oportunidades de publicidade para um mercado específico, a publicidade na Internet oferece alguns métodos de segmentação que garantem que aqueles que veem seus anúncios são os que têm maior probabilidade de comprar. Programas como o Ad Words do Google e o AdSense combinam os anunciantes com o conteúdo que seu mercado-alvo analisa regularmente. Esqueça a dispendiosa estratégia de metralhadora dos anúncios em jornais, a publicidade na Internet é direcionada!

iii. A publicidade na Internet permite um bom acompanhamento de conversões:

É impossível ter uma boa idéia de quantas pessoas veem a publicidade por meios tradicionais. Rastrear o alcance de anúncios em jornais e na televisão é difícil. No entanto, a publicidade na Internet permite que o anunciante rastreie o número de impressões que um anúncio recebe (quantas pessoas o veem) e quantas visitas o site comercial recebe de determinados anúncios, facilitando a visualização de que tipo de taxas de conversão os anúncios na Internet são obtendo.

iv. A publicidade na Internet tem taxas mais baixas:

Se você tiver um orçamento limitado, a publicidade na Internet poderá ter muito mais alcance do que os métodos tradicionais. Um pequeno anúncio de página amarela pode custar mil rúpias. No entanto, você pode fazer lances para anúncios no Google e Overture com base no desempenho. Isso significa que você só é cobrado quando os visitantes clicam no anúncio, e os lances começam com algumas rupias.

v. A publicidade na Internet pode ser muito mais barata :

Devido à natureza direcionada da publicidade na Internet e à capacidade de rastrear a eficácia dos anúncios, as taxas de conversão da publicidade na Internet geralmente são muito melhores que as mídias tradicionais.

vi. A publicidade na Internet tem maior alcance :

Mais um benefício é que, como a Internet abrange o mundo, todos os bolsos do seu mercado-alvo espalhados pelo mundo podem ser direcionados de uma só vez, em vez de tentar encontrar diferentes publicações, estações de rádio e estações de televisão que atendem a uma área geográfica específica.

No geral, a publicidade na Internet pode ser uma ótima maneira de divulgar seu serviço ou produto de uma maneira econômica e eficiente.

Limitações :

Eu. Problema de medição - É difícil medir a eficácia da publicidade.

ii. Velocidade de navegação - devido a dificuldades técnicas e de tráfego, os usuários acham que o tempo necessário para acessar sites pode ser longo.

iii. Clutters - Muitos anúncios em um curto período podem resultar em baixo registro da mensagem.

iv. Privacidade - como telefones sendo mal utilizados para telemarketing, a Internet também é acusada de invadir a privacidade do usuário.


Vantagens e desvantagens da publicidade

Vantagens da publicidade:

A publicidade é benéfica para fabricantes, comerciantes, consumidores e a sociedade como um todo:

1. Promoção de vendas:

A publicidade ajuda o produtor a aumentar suas vendas. Um formulário tenta aumentar a demanda por seu produto, reduzindo o preço ou induzindo os compradores a comprar mais do seu produto; mesmo a preço constante. O último envolve o uso de promoção de vendas e, portanto, publicidade.

2. Expansão da produção:

O aumento da demanda provocada pela publicidade deve ser atendido por um aumento correspondente na produção. Dessa forma, a publicidade faz com que a produção se expanda para atender a um aumento da demanda.

3. Melhora a boa vontade:

A publicidade é fundamental para aumentar a boa vontade da empresa (anuncia). Introduz o fabricante e seu produto para as pessoas. A publicidade repetida e a melhor qualidade dos produtos fortalecem a reputação do fabricante e aumentam sua boa vontade.

4. Grande Rotatividade e Grandes Lucros:

Um aumento da demanda, gerado por meio de anúncios, pode criar uma rotatividade maior para a empresa e, eventualmente, resultar em mais lucros.

5. Informações sobre diferentes opções e preços comparativos:

O anúncio mantém os compradores bem informados, fornecendo informações sobre os diferentes produtos e seus preços relativos. Isso ajuda o consumidor a tomar uma decisão adequada sobre os recursos que deseja e o valor que deseja gastar, mesmo antes de ir fisicamente às lojas.

6. Cria oportunidades de emprego:

A publicidade é capaz de fornecer emprego para grande parte da sociedade, incluindo profissionais como pintores, fotógrafos, cantores, cartunistas, músicos, modelos e pessoas que trabalham em diferentes agências de publicidade.

7. Maior Padrão de Vida:

O anúncio promove maior consumo, maior produção e maior emprego. Isso reflete ainda em preços mais baixos, melhor qualidade e maior variedade de produtos para os consumidores. A publicidade, portanto, garante uma vida melhor e mais feliz.

Desvantagens da publicidade :

Apesar de ser considerado o sangue da publicidade empresarial moderna, possui as seguintes desvantagens:

1. Aumenta o custo de produção e produto:

A publicidade aumenta o custo do produto anunciado, pois as despesas com publicidade aumentam o custo total do produto. Para reduzir o custo incorrido durante a publicidade do produto ou serviço, o anunciante adiciona o custo do anúncio ao preço total do produto ou serviço. Portanto, o custo da publicidade está sendo suportado pelos consumidores.

2. Leva à guerra de preços:

A publicidade competitiva em larga escala por empresas concorrentes importantes pode levar a guerras publicitárias com os consumidores sendo obrigados a pagar por ela. Isso leva a uma situação de guerra de preços e que torna a atividade de produção desnecessariamente desnecessária. Toda a indústria tem que sofrer um revés.

3. Publicidade enganosa:

Às vezes, a publicidade é usada como um instrumento de trapaça. Empresas sem escrúpulos defraudam os consumidores deturpando seus produtos por meio de publicidade. Para induzir as pessoas a comprar seus produtos, as empresas emitem declarações falsas com relação às diferentes virtudes de um produto; isso mina a confiança do público na publicidade. Como resultado, temos o Código de Conduta da Publicidade que regula a publicidade e garante a honestidade comercial.

4. Leva a uma concorrência desigual:

Os produtores gastam uma quantia enorme de dinheiro na publicidade de seus produtos e serviços. Pequenas empresas locais não podem atender aos grandes orçamentos de publicidade das empresas multinacionais. Portanto, as escalas são sempre inclinadas a favor dos maiores produtores, levando a uma concorrência desigual.

5. Cria um mercado monopolista:

As empresas maiores em virtude de seus maiores orçamentos de publicidade expulsam as empresas menores do mercado. Isso deixa o mercado aberto a apenas alguns grandes produtores. Dessa forma, as empresas maiores vencem a concorrência e monopolizam o mercado.

6. Promove consumo desnecessário:

A publicidade promove o consumo de bens e serviços que nem sequer são exigidos pelas pessoas. Por isso, é desperdício de recursos nacionais.

7. Declínio nos valores morais:

Para atrair a atenção das pessoas, muitas vezes os anunciantes usam linguagem indecente, vulgar e fotografias obscenas.

Todas essas razões juntas justificam a afirmação de que “publicidade é desperdício social”, porque não agrega nenhum valor real à sociedade.


Vantagens e desvantagens da publicidade - com críticas

Vantagens da publicidade:

O dinheiro gasto em propaganda é um investimento - Isso ocorre porque gera muitos benefícios para vários. Categorias viz., Produtores, intermediários, consumidores e sociedade inteira.

Os vários benefícios são os seguintes:

A. Benefícios / vantagens para produtores / fabricantes:

1. Comunicação de informações ao consumidor, ou seja, informações sobre produto, preço e local de onde podem ser compradas. Últimas inovações e chegadas. Alterações no produto por fabricante.

2. Construção da marca - A propaganda é na verdade construção da marca. O anúncio cria preferência de marca para os produtos da empresa. O valor da marca é estabelecido com a ajuda do anúncio O valor da marca refere-se à força geral de uma marca no mercado e seu valor para a empresa que a possui.

3. Aumento das vendas - Os clientes antigos são mantidos ligados à empresa, lembrando-os sobre produtos, repetidas vezes, através de publicidade. Novos clientes são criados criando atração pelo produto. A demanda por novos produtos é criada explicando os méritos do produto, mostrando superioridade em relação aos produtos dos rivais e fornecendo conhecimento sobre novos produtos.

4. Ajude a enfrentar a concorrência e a proteger o fabricante contra a concorrência desleal, pois a propaganda cria um nome de marca.

5. Aumento dos lucros via aumento de vendas.

6. Criação / aprimoramento do ágio da empresa e do produto à medida que a clientela aumenta.

7. Estabilidade na demanda sazonal - O anúncio ajuda a criar demanda ao longo de todas as estações, descobrindo novo produto e novo uso do produto. Por exemplo, o chá é vendido no verão, o sorvete no inverno devido à publicidade.

8. Sem excesso de estoque devido a vendas / rotatividade rápidas, criando um mercado altamente responsivo. Além disso, isso resulta em estoques mais baixos.

9. Economias / vantagens da operação em larga escala à medida que as vendas aumentam.

10. Estabelecer relações diretas / contato entre fabricantes e consumidores através da comunicação em massa de mensagens sobre o produto.

11. Obtenção de intermediários eficientes e experientes - O anúncio ajuda os fabricantes a obter uma equipe de intermediários eficientes e experientes, porque o aumento da demanda por um produto incentiva os intermediários a manter seu estoque / inventário.

12. Acelerar a rotatividade, criando um mercado altamente responsivo, resultando em menor estoque.

13. A propaganda dá aos funcionários um senso de prática em seus empregos e um sentimento de estar a serviço de uma preocupação de reputação. Como tal, inspira executivos, funcionários e trabalhadores a melhorar seu desempenho e eficiência.

B. Benefícios / vantagens para intermediários (atacadistas e varejistas):

1. Conveniência na venda sem muito esforço, pois os produtos anunciados já estão em demanda e os clientes estão bem convencidos sobre esses produtos.

2. Aumento de vendas e lucros devido à alta demanda, fácil venda de produtos e alta taxa de rotatividade.

3. Não há risco de excesso de estoque, pois a demanda já é alta.

4. Aumento do ágio à medida que se torna conhecido por negociar mercadorias padrão e de qualidade.

5. Economia na venda, pois suas despesas gerais são salvas e elas não precisam gastar em publicidade.

6. Estabilidade nas vendas e nos lucros devido à demanda em todas as estações através da publicidade.

7. Permite que atacadistas e varejistas tenham informações sobre o produto.

C. Vantagens para os vendedores:

1. O vendedor está incompleto sem publicidade.

2. A publicidade serve como precursora do vendedor na venda de mercadorias.

3. Os vendedores são ajudados por propaganda das seguintes maneiras:

Eu. Vender torna-se fácil e conveniente, pois os produtos já são anunciados, informando o consumidor sobre as características e a qualidade do produto.

ii. A publicidade prepara o terreno necessário para o vendedor; como tal, seus esforços de vendas são reduzidos.

iii. O contato entre vendedor e cliente se torna permanente por meio de publicidade eficaz, pois o cliente tem garantia de qualidade e preço do produto.

iv. O vendedor também pode avaliar a eficácia da publicidade por meio de contatos diretos com os clientes.

D. Benefícios / vantagens para os consumidores:

1. Conhecimento sobre novos produtos.

2. Economia de tempo e mão-de-obra para fazer compras, pois eles já sabem detalhes sobre o produto por meio de publicidade, características, local, se disponível.

3. Decisão antecipada de compra Os consumidores podem tomar uma decisão antecipada de compra à luz do anúncio.

4. A proteção contra trapaceiros dos Vendedores como mensagem publicitária geralmente fornece detalhes sobre peso, embalagem, preço, descontos, esquemas especiais e 'alertas e avisos'.

5. Conhecimento sobre a variedade de produtos, à medida que diferentes produtores anunciam seus produtos.

6. Conhecimento sobre o uso alternativo de produtos.

7. Aprimoramento do conhecimento de Marketing do Consumidor por meio da publicidade de produtos existentes, novos produtos, usos diferentes e novos, local e fabricantes, quando disponíveis, outros detalhes.

8. Eliminação de intermediários e seus custos nos casos em que a relação direta entre produtor e consumidor se desenvolve e isso reduz o preço ao consumidor.

9. Ajuda a antecipação do varejista às vendas reais.

10. Concorrência desleal e guerras de preços são evitadas, pois os preços são controlados pelos fabricantes por meio de propaganda.

11. Aumento do padrão de vida à medida que as pessoas conhecem os novos produtos, aparelhos e utensílios domésticos, o que torna a vida mais confortável e o padrão de vida mais alto.

E. Vantagens / benefícios para a sociedade / comunidade:

1. Aumento do padrão de vida dos cidadãos.

2. Oportunidades de emprego maiores e consideráveis.

3. Desenvolvimento da Indústria Publicitária, empresas / agências de publicidade, artistas, escritores, modelos, design de arte.

4. Boon to Press, ou seja, Jornais, Revistas etc., à medida que sua renda aumenta.

5. Incentiva a pesquisa e o desenvolvimento.

6. Incentiva a competição saudável.

7. Educativo, fornecendo muita informação para as pessoas.

8. Fornece um novo horizonte de conhecimento.

A principal razão é que a propaganda beneficia não apenas diferentes setores da sociedade, mas também a sociedade como um todo. Pode-se, portanto, dizer também que o dinheiro gasto em propaganda é um investimento e não um desperdício.

Críticas à publicidade:

Apesar de suas várias vantagens, a publicidade não está isenta de críticas.

1. Ónus sobre os consumidores:

Como a mídia de propaganda é cara, os fabricantes precisam gastar muito com publicidade. Esse gasto com anúncios aumenta o custo de produção e aumenta o custo por unidade e, finalmente, o preço do produto. O aumento dos preços é um fardo para o consumidor.

Essa crítica não está totalmente correta. A propaganda também aumenta a demanda por produtos, aumenta a escala de produção, gera economias de produção em larga escala e, finalmente, diminui o custo por unidade e, portanto, o preço.

2. O anúncio cria monopólio:

Em última análise, a publicidade impede que outras empresas entrem em um setor (barreiras à entrada), levando ao poder de mercado da empresa e, finalmente, a preços mais altos. Se o grande volume de publicidade está diretamente relacionado ao aumento de vendas, as pequenas empresas não podem pagar. Isso permite que o fabricante em larga escala fique e desfrute do monopólio.

No entanto, a propaganda também cria um mercado competitivo saudável para os produtos.

3. Publicidade leva ao consumismo:

A publicidade incentiva gastos excessivos e às vezes desnecessários por parte dos consumidores. A publicidade frequente e repetida obriga os consumidores a comprar um produto, mesmo quando não combina com ele ou não é necessário.

4. O anúncio leva a uma vida luxuosa:

A publicidade de produtos de luxo geralmente é feita de uma maneira que os consumidores consideram necessário comprar. Tais mercadorias se tornam símbolo de status. Consequentemente, as pessoas são levadas a viver uma vida luxuosa, mesmo quando não podem pagar por isso.

No entanto, na medida em que a publicidade oferece uma ampla variedade de opções para compras, ela melhora seu estilo de vida e eleva seu padrão de vida.

5. A propaganda é um desperdício:

O dinheiro gasto em publicidade é um desperdício se a demanda por bens e serviços anunciados não aumentar.

No entanto, isso não é necessariamente verdade porque, com muita frequência, a propaganda aumenta a demanda por meio de uma cobertura mais ampla e novos usos do produto.

6. Propaganda leva à falsidade nos negócios:

Os anúncios geralmente enganam as pessoas e às vezes exageram os benefícios dos produtos ou de seus atributos.

Embora seja verdade que alguns dos anúncios sejam falsos e fraudulentos, isso não é uma desvantagem do anúncio. Pelo contrário, é o anunciante que deve ser responsabilizado.

7. O anúncio dá origem a males sociais:

A propaganda geralmente dá origem a males sociais como fumar, beber etc.

Conclusão - Embora várias críticas sejam verdadeiras, medidas podem ser adotadas para verificar esses males sociais.


Vantagens e desvantagens da publicidade

Vantagens da publicidade:

1. A publicidade estimula a produção, o emprego e a renda, levando ao aumento do poder de compra e a melhores padrões de vida.

2. A comercialização de invenções, a aceitação acelerada do público de inovações, novos produtos, etc., só podem ser realizadas devido a uma comunicação de massa ou publicidade eficaz. Mudança é a essência da vida. Pode ser produzido pela ciência e pela tecnologia, mas deve ser aceito pelo público sem muita resistência. Para uma rápida aceitação de novos produtos e novas idéias, precisamos de publicidade.

3. A publicidade informativa permite que os consumidores protejam informações relevantes e adequadas sobre todos os produtos rivais e seus méritos relativos. Assim, a publicidade ajuda os consumidores a exercer seu direito de escolher e comprar um produto de serviço de maneira inteligente. Temos uma grande variedade de produtos, muitos deles complicados e sofisticados. Portanto, compras inteligentes exigem fluxo de informações adequado.

4. A publicidade facilita a produção e distribuição em massa. Temos, portanto, menor custo unitário de produção e menor custo unitário de distribuição. O gerenciamento científico reduz o custo de produção. A pesquisa científica de marketing garante redução no custo de distribuição.

A pesquisa de marketing pode ser usada para reduzir o custo de todos os componentes do mix de marketing, incluindo a publicidade. A redução de custos permite a redução correspondente de preços. A concorrência nos negócios também garante redução de preços e preços justos. Assim, os consumidores desfrutam de todos os benefícios de publicidade e marketing eficazes. Eles podem ter uma renda real crescente também em termos de bens e serviços.

5. A publicidade cria preferência e fidelidade à marca. A longo prazo, isso não é possível sob forte concorrência, a menos que a qualidade da marca seja mantida e constantemente melhorada pelo fabricante. Assim, os consumidores podem obter não apenas mercadorias a preços mais baixos, mas também mercadorias de qualidade e quantidade padrão.

6. A publicidade também tem valor educativo. Nos ensina a adotar novos modos de vida e um padrão de vida mais alto. Pode educar a comunidade a exigir quantidade de vida, por exemplo, liberdade de poluição.

Desvantagens do anúncio:

1. Carregando o preço:

A publicidade deve reduzir os custos totais devido à produção e distribuição em massa e, finalmente, permitir que os consumidores comprem a preços mais baixos. A experiência prova o contrário. Na realidade, a publicidade aumenta os preços dos produtos.

As marcas nacionais exigem grandes gastos com publicidade e promoção e seus preços são mais altos em cerca de 20% do que os preços da marca de revendedor, embora os produtos de ambas as marcas sejam fabricados pela mesma empresa. Há algum elemento de verdade nessa crítica. No entanto, isso se deve à extrema diferenciação de produtos adotada pelos fabricantes por meio da marca e os preços mais altos devem-se ao elemento de monopólio.

2. Criando resíduos:

A publicidade é um desperdício. Ele nunca pode apelar com precisão para o mercado-alvo, como vendas. Muitas pessoas podem não ler, ouvir ou ver seu anúncio. Os anúncios na imprensa, no rádio e na TV têm uma vida útil curta e convencem relativamente a unidade de espaço ou tempo.

A publicidade competitiva é um desperdício, pois permite apenas a reorganização de clientes - uma empresa rouba clientes de outra. A medição da eficácia de todo o anúncio estatisticamente é praticamente impossível. Mas a pesquisa em publicidade e distribuição pode permitir que uma empresa reduza consideravelmente o desperdício de gastos com publicidade.

3. Monopólio:

Algumas empresas de um setor utilizam a arma da publicidade para impedir a entrada de pequenas empresas no mercado e, assim, a publicidade permite a criação de monopólio ou oligopólio no mercado. Isso mata a concorrência e, nessa medida, o interesse dos consumidores é sacrificado. Only giant manufacturers can afford to spend lavishly on extensive and intensive advertising to retain and even enlarge their market share.

However, if government can effectively control and regulate monopolistic tendencies, we can have reasonable competition in the market. We have to crush monopolies in the world of business to protect consumers against evils of monopolies.

4. Fraud on Consumers:

Some advertising is fraudulent, misleading or deceptive. Advertising causes us to buy goods, we do not want, at prices we cannot pay, and on terms we cannot meet. It is true that hard-sell, high pressure advertising does coerce the innocent and ignorant buyers to purchase many unwanted and shoddy goods. It is true that advertising often persuades people to buy things they should not buy, they do not need nor they can afford.

Public attitude toward advertising as a persuader is constantly unfavourable. This has been proved through opinion polls in the USA in 1960s. Only self-regulation by business firms can ensure truthful advertising. The seller should ensure that his advertisements mean what they say and they say what they really mean. Consumer legislation can also prevent such abuses of advertising. Consumerism through self-help can also safeguard consumer interest against bogus advertising.

Marketing mix based on marketing concept (consumer-oriented marketing approach) can also reduce substantially these abuses of advertising. Marketing research and customer-centred marketing plans and policies can definitely provide judicious and best use of advertising, sales promotion and personal selling in our promotion mix.

Enlightened and scrupulous top marketing management can recognise consumerism not as an obstacle but challenge and primarily through self-regulation streamline the entire marketing process based on the new marketing concept, then only marketing communication complex (promotion mix) can deliver rich dividends and ensure bright public image of business concerns.


Advantages and Disadvantages of Advertising

Advantages of Advertising:

(1) Low cost per contact.

(2) Ability to reach potential visitors where sales staff cannot reach.

(3) Great scope for creative versatility and dramatization of messages.

(4) Ability to create images that sales staff cannot.

(5) Non-threatening nature of non-personal presentation.

(6) Prestige and impressiveness of mass media advertising.

Disadvantages of Advertising:

(1) Inability to close sales.

(2) Advertising clutter or too much competition.

(3) Viewer visitor may ignore advertising messages

(4) Difficulties in getting immediate response and actions.

(5) Difficulties in getting quick feedback and in adjusting messages.

(6) Difficulties in measuring effectiveness.


Advantages and Disadvantages of Advertising – With Objections against Advertising

The importance of advertising is realised on all hands. In fact, advertising has already become such an integral part of our life that we never feel the need of pausing to consider its value and importance. There is no doubt about the fact that in the absence of advertising, our lives would have been lived very differently.

Advantages of Advertising:

Such being the place of advertising in our life, it will be worthwhile to consider some of the important advantages of advertising here:

1. Advantages to Manufacturers :

There is justification in the adage, “it pays to advertise” because of the following advantages of advertising accruing to manufacturers:

(i) Increased Sales:

The chief object of the manufacturer in advertising his products is to promote the sale of his products. Goods produced on a mass scale are marketed by the method of mass persuasion through advertising. By repeating advertisements, the manufactures are not only able to retain existing markets but are also able to expand the markets both by attracting more people to their products as also by suggesting new uses for them. Advertising acts as an aid to selling.

(ii) Steady Demand:

Advertising has led to the smoothening cut of the seasonal fluctuations in demand for many products. The manufactures are generally trying to discover and advertise new possible uses to which a seasonal product may be put. The innovation of cold tea and cold coffee for the use during summer has helped in increasing the demand for these beverages even in that season. The same may be said for refrigeration.

(iii) Quick Turnover and Smaller Inventories:

A well-organised advertisement campaign creates a highly responsive market thereby facilitating quick turnover of the goods. This, in turn, results in lower inventories in relation to sales being carried on by the manufactures.

(iv) Greater Dealer Interest:

The retailers who deal in advertised goods are materially assisted by advertising in the performance of their functions. Advertising creates demand which every retailer gets an opportunity to share with others. The retailers have not to bother much about pushing up the sale of such products. So they evidence more interest in advertised products.

(v) Lower Costs:

Advertising provides a spur to the sale and increases the turnover tremendously. This is advantageous in two ways – on one side, the selling costs including the cost of advertising get spread over a large volume of sales, thus lowering the average cost of selling; while on the other side, higher turnover necessitates higher volume of production, thus lowering the average cost of production per unit.

(vi) Supplementing Salesmanship:

Advertising prepares the necessary ground for the efforts of the salesmen. When a salesman visits a prospect, he has just to canvass for a product with which the consumer may already have been familiarised through advertisements. Thus, the salesman's efforts are supplemented and his task is made easier by advertising.

(vii) Creation of Goodwill:

By constantly associating the name of the manufacturer with certain standards of quality, advertising builds a fund of goodwill for him. Goodwill thus created is a valuable asset not merely because it enables him to get more and more of repeat orders for his existing products but also for the reason that the manufacturer can introduce new products in the market with confidence. The Godrej concerns have been able to sell the whole range of products ranging from oils to soap and from locks to typewriters mostly on the strength of their goodwill.

(viii) Encouragement to Better Performance:

Advertising gives the employees that feeling of pride in their jobs and the products they produce or help to produce, which is basic to high morale. It can, thus, inspire executives and workers to improved performance. Moreover, an advertiser may have built up a vast fund of goodwill which will serve as assurance of security to the employers. This will also serve to boost up the morale of the men working in the manufacturer's organisation.

2. Advantages to Consumers :

(i) Facility of Purchasing:

Advertising makes purchasing easy for the consumers. Moreover, the resale prices (prices at which the goods are to be sold by the retailers) are generally fixed and advertised. Thus, advertising offers a definite and positive assurance to the consumer that he will not be overcharged for the advertised product. The consumer can make his purchases with utmost ease and confidence.

(ii) Improvement in Quality:

Goods are generally advertised under brand names. When a person is moved by the advertisement to use the product, he proceeds on the hope that the articles of the particular brand will be better than the other brands of the same goods. If his experience confirms his expectation, a repeat order can be expected.

Otherwise, the sales may rise very high once but may drop down very low subsequently when the consumer's confidence in the quality of the product is shaken. The manufacturer is thus prompted to maintain and, if possible, improve the quality of his brand so that the confidence of the consumers can be maintained.

(iii) Elimination of Unnecessary Intermediaries:

By advertising his goods, a manufacturer may seek to establish direct contacts with the consumers. In this process, the number of middlemen whose profits increase the price and reduce the manufacturer's margin of profits may be considerably reduced. This will mean large profits for the manufacturer and cheaper products for the consumers.

(iv) Education of Consumers:

There is considerable truth in Sir William Leverhulm's remark that advertising is an educational and dynamic principle. Advertising aims at educating the buyers about new products and their diverse uses. In this process, it introduces new ways of life to the people at large and prompts them to give up their old habits and inertia. Advertising thus paves the way to better standards of living.

(v) Consumer's Surplus:

Advertising increases the utility of given commodities for many people. It points out and emphasizes the qualities possessed by certain goods and leads consumers to appreciate more strongly the utility of such goods. As a result, the consumers may be willing to pay even more for certain products which appear to have higher utility to them.

If these products are available at the original lower prices, there will naturally be a certain amount of consumer's surplus in terms of increased satisfaction or pleasure derived from these products.

3. Benefits to Society :

(i) Sustaining the Press:

When advertising made its beginning, advertisements generally occupied some odd nooks and corners in the newspapers. The present situation is just the reverse. The newspapers, periodicals, journals, nay the whole press, look to advertisements for support and sustenance.

In the absence of income from advertising, the newspapers have to be produced at a higher cost and may not be able to keep themselves free from party pulls and pressures from business lords.

(ii) Encouragement to Research:

The manufacturers will undertake research and discover new products or new uses for existing products only when they are assured of sufficient profits. Advertising provides this assurance and thus encourages industrial research with all its advantages.

(iii) Change in Motivation:

Advertising has radically changed the basis of human motivation. While people of earlier generations lived and worked mainly for bare necessities of life, the modern generation works harder to supply itself with the luxuries and semi-luxuries of life.

Advertising has brought to the notice of the masses numerous products which are more than mere necessities and has created in their minds a desire to possess them. Thus, the motive force of fear (or going without the bare essentials of life) has been replaced by desire (for more and newer products).

(iv) Higher Standards of Living:

Advertising leads to a rise in the standards of living, not only through the education of the buyers but also through greater consumption, increased production and a larger volume of employment.

(v) Encouragement to Artists:

Men of talent, including artists, story writers, announcers, etc., get an opportunity to do some creative work while earning their livelihood through the designing of advertisements and the use of ideas in advertising various products.

(vi) Glimpse of National Life:

Advertising does provide a glimpse of a country's way of life. It is, in fact, a running commentary on the way the people live and behave and is also an indicator of some of the future trends in this regard.

Objections against Advertising :

Advertising has also been subjected to a number of objections mainly because it has been misused by some people to serve their own ends, overlooking the business interests. An examination of some of the forceful objections will be of interest.

(i) Multiplication of Needs.

It is said that advertising compels people to buy things they do not need. Human instincts, like desire to possess, to be recognised in the society, etc., are provoked in order to sell products. Sometimes, various types of appeals are advanced to arouse interest in the product. Sentiments and emotions are played with to gain customers. To say this would not however, be correct inasmuch as advertising cannot force anybody to buy a thing which he considers unnecessary.

(ii) Misrepresentation of Facts:

Through misrepresentation of the benefit a product will give, goods of no real value are sold. Tall claims are made by the advertisers to tempt people to take such actions as go purely to their advantage and cause tremendous loss to the consumer. Even adulterated food and medicines are marketed, which by no stretch of imagination can benefit anybody.

By sheer exaggeration of facts, demand for the merchandise advertised is created without much difficulty even when the commodities carrying greater worth or satisfaction are already there in the market. Such unscrupulous actions of a few tell upon public confidence in advertising.

(iii) Consumers' Deficit:

While advertising leads to increased satisfaction from commodities already in use, it also creates discontent in the minds of many people who are tempted to purchase some commodities but are not able to do so because of insufficient purchasing power. Such discontent is obviously not very desirable from the point of view of society, particularly if it affects a large majority of people. But it is important if it acts as a spin to social change.

(iv) Wastage of National Resources:

A more serious objection against advertising is that it is used to destroy the utility of goods before the end of their normal period of usefulness. New models of automobiles with nominal improvements are, for instance, advertised at such high pressure that the old models have to be discarded long before they become useless.

Not that merely, the most-advertised products are delicate, fragile and brittle. In the US A., there is evidence of a marked decline in the quality and durability of cars, furniture, rugs, television sets, refrigerators, etc. That appears to be the way in which the increased demand created through advertising can be sustained.

The same is true of dresses, furniture and other products. From the point of view of the community it is a waste of resources. The natural resources, capital equipment and labour energy which go into the production of new items to take the place of the discarded ones amount to waste when measured in terms of social well-being.

(v) Increased Cost:

There is a great deal of controversy as to whether advertising leads to increase in the cost which the community has to pay for a product. In a sense it is true since expenses on it form a part of the total cost of the product. But at the same time it would be wrong to infer that if the advertising costs were cut down the goods would necessarily be cheaper.

Advertising is, no doubt, one of the items of costs but it is a cost which brings savings in its wake on the distribution side. On manufacturing side, it is one of the factors that make large-scale production possible and anyone would agree that large-scale production leads to lower costs.

It is quite usual for the small non-advertiser retailer to say, “We don't advertise—we put the cost of advertising into the goods.” But it is often nothing more than an attempt to justify his “side street location, the quality of his goods and his high price.” In fact, if comparisons are made between advertisers and non-advertisers, it will usually be found that the merchants who advertise have larger stores and lower prices than those who do not advertise.

Sears, Roebuck and Co., is one of the heaviest advertisers of the USA spending over $16 million a year for newspaper advertising alone and, in addition, $30 million or more on other forms of advertising including catalogues. In spite of such a heavy expense on advertisement, the Company is known for its low prices.

In fact the history of American business is full of examples of such industries as have lowered prices and supplied better quality while spending millions of dollars for advertising. This has been possible because advertising has raised the volume of their sales tremendously thus bringing about a number of economies in production and selling.

(vi) The 'Monopoly Argument':

An objection which is most commonly raised against advertising is that it tends to develop monopolies. As it is, most advertising is devoted to the promotion of branded merchandise. The manufacturer usually chooses a particular brand name or trade mark for his product and uses advertising to create an impression on the mind of the consumer that his brand or product is superior to all other brands.

Through constant repetition of the brand name and its qualities, the manufacturers may ultimately succeed in creating the desired 'brand image' in the mind of the prospect. Although the particular 'brand' may be similar to another brand in all respects including physical construction, yet the similarity is concealed from the public by the use of an exclusive name and illusion is created that it is superior to the competing brands.

This gives rise to a 'brand monopoly'. On reflection, however, it will be found that this kind of monopoly will be based upon a control of human attitudes, and it will not give the manufacturer a monopolistic control over the supply of goods or services which are similar in everything but name.

Besides, brand monopoly created through large-scale advertising will provide only slight power to increase prices. The moment prices are increased substantially in the wake of a brand monopoly; rival companies may rush into the market with lower-priced product and may use extensive advertising to push its sales. This may be followed, in course of time, by a shift of choice on the part of the consumers.

A brand monopoly secured through expenditure on advertising does not necessarily give the manufacturer an effective monopoly of particular industry. The Golden Tobacco Company has a monopoly of Panama brand of cigarettes but not of the whole cigarette industry.

Even in those cases, where the popularity of a brand places the manufacturer in a position of near- monopoly, the competitors generally use advertising to break his hold on consumers' attitudes secured through advertising.

It may be concluded that advertising can create temporary brand monopolies which are abolished through competitive advertising -by other manufacturers. Even these short-lived monopolies are more useful for increasing sales than for increasing prices and profit margins. As Heppner aptly points out, “Advertising stimulates competition. It often enables the small businessman to compete with large concerns as well as to start new business.”

Though one cannot entirely turn one's face away from the objections which are raised against advertising, it is clear that much of the criticism is either ill-founded or exaggerated. Fundamentally most of the drawbacks attributed to advertising are inherent in the competitive system of economy.

The social wastage involved in the struggle for more markets as between brands of a product is, for example, a basic feature of the competitive market economy. As Sandage puts it, “As a competitive tool, advertising is perhaps less costly than many other tools which will be used to a greater degree if advertising were banned.”

He obviously refers to the personal selling and the giving of greater dealer's margins to the retailers which might be used in place of advertising. Either of them would be costlier for the society.


Advantages and Disadvantages of Advertising – As a Promotional Tool

Strengths of Advertising:

Advertising is a major promotion tool.

It has the following basic plus points or strengths as a promotion tool:

(1) It offers planned and controlled message.

(2) It can contact and influence numerous people simultaneously, quickly, and at a low cost per prospect. Hence, it is called mass means of communication.

(3) It has the ability to deliver messages to audiences with particular demographic and socio-economic features.

(4) It can deliver the same message consistently in a variety of contexts.

(5) It can reach prospects that cannot be approached by salesmen, eg, top executives.

(6) It helps to pre-sell goods and pull the buyers to retailers.

(7) It offers a wide choice of channels for transmission of messages such as visual, aural, aural and visual.

(8) It is very useful to create maximum interest and offer adequate knowledge of the new product when the innovation is being introduced in the market.

Weaknesses of Advertising:

Advertising as a promotion tool has the following weaknesses:

(1) It is much less effective than personal selling and sales promotion at later stages in the buying process, eg, in convincing and securing action.

(2) It is less flexible than personal communication. It cannot answer objections raised by prospects.

(3) It is essentially one-way means of communication. It cannot obtain quick and accurate feedback in order to evaluate message effectiveness. In absence of feedback, personal salesmen becomes necessary.

(4) It is most efficient communication (very low cost persuasion prospect) but it is least effective as a tool of communication.

(5) It is unable to reach prospects when they are in a buying mood. Hence, we have to repeat advertisements and repetition involves additional cost.

(6) Advertising media, eg, newspapers, magazines, carry many messages competing to secure attention of audience simultaneously. Thus, it creates noise in communication.

(7) Advertising, many a time, lacks credibility and trustworthiness.

Many of the aforesaid weaknesses can be eliminated by other elements of promotion when they are combined with advertising.


 

Deixe O Seu Comentário